Home Contactos Textos Opiniões 
 


 

Menu Anterior
Graduações
Categorias
Títulos

 

 

   



KYUBUDOÒ

2. Categorias

« Aluno Durante o seu percurso de formação e edificação pessoal, o estudante deverá passar por várias categorias, já que se pretende que durante a aquisição de conhecimentos o aluno obtenha também formação que permita a perpetuação de conhecimentos a terceiros.
«« Monitor
««« Sub-Instrutor
«««« Instrutor
««««« Professor

Ao iniciar a prática, o estudante detém a categoria de aluno (simbolizada por uma estrela, que poderá estar ausente, visto tratar-se de uma categoria inicial). Durante o 1º ciclo, o aluno é um iniciado, designando-se por Nyumonsha. Ao passar para o 2º ciclo, é suposto já possuir alguns conhecimentos básicos que, apesar de tudo, o continuam a caracterizar como um novato – Kohai. E com a passagem para o 3º e último ciclo da fase Mudansha, que o estudante recebe o título de aluno – Daeshi.

Durante este longo percurso de estudante, os praticantes que, por alguma razão se distingam dos demais, poderão obter o título e aluno especial – Uchi-deshi.

Com a aquisição de alguns conhecimentos, capacidades e atitudes reveladas, o praticante poderá vir a desempenhar algumas funções básicas durante o decorrer das aulas – Monitor. Esta categoria – Monjin (discípulo) – distingue-se da de aluno pela obtenção de mais uma estrela (passa a usar duas estrelas).

A esta categoria segue-se a de Sub-instrutor, caracterizada por três estrelas. O Sub-Instrutor – Ruysha – discípulo do mestre – não pode, contudo, ainda orientar sozinho uma classe, devendo estar sempre sobre a alçada de um instrutor.

Uma vez concluído o ciclo Mudansha e atingidas as categorias anteriores, o praticante pode então iniciar a formação que inicia o seu processo de autonomização e lhe permite orientar uma aula no seu Dojo.

Inicia-se então a formação para a categoria de Instrutor – Kyohanmestre – que se caracteriza pela utilização de quatro estrelas. Os instrutores devem, contudo, continuar a ser orientados superiormente por um Professor.

Instrutores com um vasto historial de pratica podem ser propostos para uma formação que os levará à categoria final de Professor. A passagem nesta prova exige o compromisso consciente de colaborar activamente no trabalho, defesa e divulgação dos princípios éticos, técnicos e filosóficos do Kyubudo.

Neste ponto da sua evolução, o estudante deve ter desenvolvido o seu mecanismo de aferição interior ao ponto em que adquiriu o nível de consciência que lhe permite continuar a treinar e a evoluir, contribuindo com o seu esforço altruístico para o desenvolvimento do espírito que preside ao Kyubudo.

A obtenção da categoria de Professor é a expressão do reconhecimento que o estudante está consciente de que o progresso na Arte Marcial exige um esforço constante de modificação no sentido do aperfeiçoamento pessoal. É esta tomada de consciência que permite antever que este estudante iniciará, de facto, uma nova etapa no estudo e prática da Arte Marcial e por isso na sua própria vida.

Uma vez Professor, o praticante poderá passar a utilizar a insígnia constituída por cinco estrelas e merecer o designativo de Sempai (mestre de Dojo).

Na categoria de Professor, existe ainda o designativo de Sensei – aplicável ao fundador do Ryu – de Waka-sensei – ao(s) seu(s) sucessor(es).
 

 


 
Dica
Pode saber mais sobre a Academia e os seus objectivos, por e-mail ou pelos contactos fornecidos.
  



Anterior | Seguinte
Copyright © 2004-2016 [Kyubudo Ryu]. Todos os direitos reservados.